Isolamento Social e a Violência Contra Mulheres

É delicado, em momentos de quarentena, essa situação de proximidade e convívio obrigatório entre famílias e casais.

Isolamento Social e a Violência Doméstica

E, infelizmente, há muitas notificações de violência doméstica nesse momento.

Tempos de Pandemia

O isolamento social é, no momento, a medida mais eficaz diante da contenção do COVID-19. Por ser um vírus de fácil disseminação, tem sido preciso aplicar regras de restrição de contato social. O COVID tem trazido uma série de transformações na sociedade: organizações de trabalho; a cultura; os costumes no trato de alimentos e higiene.

Isolada sim, sozinha não
Isolada sim, sozinha não

É delicado, em momentos de quarentena, essa situação de proximidade e convívio obrigatório entre famílias e casais. O confinamento contém a disseminação do COVID-19, mas trouxe outras facetas em quesitos de violência. Veja este posto sobre a violência doméstica durante o isolamento social aqui. Além da faceta da violência, temos também mais de 8 milhões de mulheres na linha de extrema-pobreza, sendo 70% negras. É preciso lembrar que a extrema-pobreza envolve que nem mesmo as necessidades mínimas são devidamente supridas. Logo, reflete diretamente no estado de saúde física e mental dessa população.

Isolamento Social e Violência Contra Mulher

Veja este vídeo do psicólogo Marcos Lacerda que questiona a dualidade: violências (desrespeitos) que sofremos e o ponto que permitimos a tal.

É preciso, diante de uma realidade tão complexa, ter a empatia com a violência contra a mulher. Tendo acesso à informação, torne acessível para outras mulheres, informe-as. Se souber de alguém que está sofrendo violência – ou até você mesmx – por favor, DENUNCIE!

A dica de hoje é um debate sobre o tema. Veja o vídeo aqui.

Fim do Texto Sobre Isolamento Social e Violência Contra Mulher

Espero que tenha gostado e comenta aqui embaixo.

Add Comment