Acolhimento e cortesia: regras básicas para se viver bem em sociedade

Simpatia, simplesmente simpatia!

Nada mais agradável do que lidar com pessoas simpáticas e acolhedoras. Simpatia é fundamental em qualquer relação e situação. E não adianta tentar “aprender” através de regras, a ser simpático. O segredo é o interesse real e sincero com o bem-estar das pessoas com as quais lidamos. Esse pode ser um ótimo começo!


Por favor! Obrigado! Desculpe!

Expressões muito comuns, mas muitas vezes esquecidas. Contudo, milagrosas. Elas têm o poder de “quebrar o gelo”, desconsertar até chatos e deixar o mundo um pouco mais suave; um pouco melhor para se viver e conviver. As mamães sempre se preocupam em ensinar aos seus filhotes, desde muito pequenos essas palavrinhas. Não é à toa, que crianças que aprendem desde cedo a utilizá-las fazem sucesso no mundo dos adultos. Já repararam? “Que gracinha, mais educada!” – costumam dizer.

Então, use e abuse do: ”por favor”, “obrigado” e “desculpe”! Mas cuidado! Use-as sinceramente, não banalize. Principalmente as desculpas. Ninguém é bobo de ficar a todo o momento aceitando os erros com pedidos constantes de desculpas.

O bom humor

Gosto e cães, cada um tem o seu!Tem quem goste de pitbulls e buldogues. Mas andar por aí lembrando um deles não é nada agradável, acredite. Só pioram as coisas e o seu dia. Esforçar-se para sorrir, nem que seja um ato sobre-humano, pode valer a pena. Cultivar o bom humor, suaviza, melhora o relacionamento com os outros. Deixa a gente jovem, por mais tempo. Comprovação científica.

Se por um motivo ou por outro for muito difícil sorrir, ao menos esteja flexível, aberto ao sorriso. Ajudará bastante!

Tolerância – não deve ser zero!

Na Oração de São Francisco, na frase: “É perdoando que se é perdoado” merece um prêmio quem atualmente, possui essa capacidade sincera. Ter consciência de que você pode ser o próximo a errar leva ao perdão.

Mas tudo tem limite. Tolerância com quem merece, com quem respeita seu espaço, te respeita como ser humano e também suas escolhas. Afinal, é sua vida. Ser tolerante não quer dizer ser trouxa. Cuidado!

Gentileza gera gentileza!

Diferente de cortesia, acolhimento e simpatia; a gentileza é algo mais leve. É o alicerce de todas as regras da boa convivência social. Ser gentil pode significar, interesse por pequenos problemas do dia-a-dia das outras pessoas e fazer o possível para amenizá-los.

Independe de quem seja a pessoa: uma amiga, um parente, ou até alguém que acabou de conhecer. A gentileza é a maior das qualidades dentre as outras.

O que não vale é a gentileza hipócrita. Aquela profissional, quando se guarda um gesto gentil, como trunfo arquitetado e usado de forma permanente, com sorriso falso que não convence. Até as pessoas mais ingênuas são capazes de perceber a sutil diferença…


Até mais, com outras dicas!

Carla Amorim

20 Comments

  1. Joana D'arc 8 de abril de 2017
  2. Minda Silva 9 de abril de 2017
  3. Unknown 9 de abril de 2017
  4. Alzinete 9 de abril de 2017
  5. Luiza Braz 10 de abril de 2017
  6. Lucimar da Silva Moreira 11 de abril de 2017
  7. Garota 11 de abril de 2017
  8. Unknown 12 de abril de 2017
  9. Unknown 13 de abril de 2017
  10. Unknown 13 de abril de 2017
  11. Unknown 14 de abril de 2017
  12. Unknown 14 de abril de 2017
  13. Unknown 14 de abril de 2017
  14. Unknown 14 de abril de 2017
  15. Unknown 14 de abril de 2017
  16. Unknown 14 de abril de 2017
  17. Unknown 14 de abril de 2017
  18. Denize Trajano 18 de abril de 2017
  19. Denize Trajano 18 de abril de 2017
  20. Unknown 30 de abril de 2017

Add Comment