Microcefalia: Entenda o que microcefalia e as consequências

33

Entenda o que é Microcefalia

Olá pessoal,hoje quero falar sobre um assunto que esta sendo muito falado na tv, mas 

mesmo assim muitas pessoas e incluindo as mamães tem muitas dúvidas.

Vamos falar sobre a Microcefalia e suas consequências.


A microcefalia é uma doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que 

normal para a sua idade, influenciando o seu desenvolvimento mental.

Geralmente, a microcefalia está presente quando o tamanho da cabeça de uma criança 

com um ano e três meses é menor que 42 centímetros. Isto ocorre porque os ossos da 

cabeça, que ao nascimento estão separados, se unem muito cedo, impedindo que o 

cérebro cresça normalmente.

A microcefalia é uma doença grave, que não tem cura, e a criança que a possui pode 

precisar de cuidados por toda a vida, sendo dependente para comer, se mover e fazer 

suas necessidades, dependendo da gravidade da microcefalia que possui e se ela possui 

outras síndromes além da microcefalia. 


Consequências da microcefalia

As crianças com microcefalia podem ter graves consequências como:


Apesar de não haver tratamento específico para a microcefalia, podem ser tomadas 

algumas medidas para reduzir os sintomas da doença. Normalmente a criança precisa de 

fisioterapia por toda a vida para se desenvolver melhor, prevenindo complicações 

respiratórias e até mesmo úlceras que podem surgir por ficarem muito tempo acamadas 

ou numa cadeira de rodas.

Todas estas alterações podem acontecer porque o cérebro precisa de espaço para que 

possa atingir o seu desenvolvimento máximo, mas como o crânio não permite o 

crescimento do cérebro, suas funções ficam comprometidas, afetando todo o corpo.

A microcefalia pode ser classificada como sendo primária quando os ossos do crânio se 

fecham durante a gestação, até os 7 meses de gravidez, o que ocasiona mais 

complicações durante a vida, ou secundária, quando os ossos se fecham na fase final da 

gravidez ou após o nascimento do bebê.

O que pode causar microcefalia?

As causas da microcefalia podem incluir doenças genéticas ou infecciosas, exposição a 

substâncias tóxicas ou desnutrição. 

Algumas situações que podem provocar microcefalia podem ser:

  • Consumo de cigarro, álcool ou drogas como cocaína e heroína durante a gravidez;
  • Síndrome de Rett;
  • Envenenamento por mercúrio ou cobre;
  • Meningite;
  • Desnutrição;
  • HIV materno;
  • Doenças metabólicas na mãe como fenilcetonúria;
  • Exposição à radiação durante a gestação;
  • Uso de medicamentos contra epilepsia, hepatite ou câncer, nos primeiros 3 meses de gravidez.


Infecções como rubéola, citomegalovírus e toxoplasmose durante a gravidez também 

aumentam o risco do bebê ter microcefalia. Além destas, existe suspeita de que doenças 

como dengue, Zika vírusou febre chikungunya durante a gestação também estejam 

ligadas à microcefalia.

A microcefalia também pode ser genética e acontece em crianças que possuem outras 

doenças como Síndrome de West, Síndrome de Down e Síndrome de Edwards, por 

exemplo. Por isso, a criança com microcefalia que também possui uma outra síndrome 

pode ter outras características físicas, incapacidades e ainda mais complicações do que 

as crianças que possuem somente microcefalia.

Diagnóstico da microcefalia

O diagnóstico da microcefalia pode ser feito durante a gestação, com os exames do pré-

natal, e pode ser confirmado logo após o parto através da medição do tamanho da 

cabeça do bebê. Exames como tomografia computadorizada ou ressonância magnética 

cerebral também ajudam a medir a gravidade da microcefalia e quais serão suas 

possíveis consequências para o desenvolvimento do bebê.

Microcefalia tem cura?

A microcefalia não tem cura porque o fator que impede o desenvolvimento cerebral, que 

é a união precoce dos ossos que forma o crânio, não pode ser retirado. Se esta união 

precoce dos ossos acontecer ainda durante a gestação, as consequências podem ser mais 

graves porque o cérebro pouco se desenvolve, mas existem casos em que a união destes 

ossos ocorre no final da gestação ou após o nascimento, e neste caso a criança pode ter 

consequências menos graves.


Tratamento para microcefalia

O tratamento da microcefalia não cura a doença, porém ajuda a reduzir as 

consequências no desenvolvimento mental da criança.

Uma das possibilidade de tratamento é fazer uma cirurgia para separar ligeiramente os ossos do crânio, nos 2 primeiros meses de vida, para evitar a compressão do cérebro que 

impede seu crescimento. Quando além da microcefalia a criança possui hidrocefalia, que 

é a presença de líquido dentro do cérebro, também existe a possibilidade de colocar um 

dreno para controlar esse líquido.
Além disso, pode ser necessário usar medicamentos que ajudam o dia a dia da criança, 

que atuam diminuindo os espasmos musculares e melhoram a tensão dos músculos. 

A fisioterapia é indicada e pode ajudar no desenvolvimento físico e mental e por isso 

quanto mais estímulo dentro da fisioterapia a criança tiver, melhores serão os 

resultados. Assim, é recomendado fazer o maior número de sessões de fisioterapia por 

semana.

O médico que acompanha os portadores de microcefalia são o pediatra e o neurologista, 

mas outros profissionais da saúde também são necessários como psicólogo, dentista, 

terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo.

Então pessoal, espero ter ajudado a esclarecer algumas dúvidas sobre a Microcefalia.

Beijinhos! 

Texto escrito por : Beatriz Beltrame Pediatra

33 Comentários
  1. Unknown Diz

    Muito esclarecedor seu post e servirá como base para várias mamães a bordo.
    Pior do que esta doença estar em surto é saber que ela não tem cura, realmente complicado!
    Parabéns pela iniciativa de realizar posts assim e ajudar várias mamães.
    Beijos
    youtube.com/channel/UCEPsYSC13uuR4WA7POrSt6g

  2. Unknown Diz

    Oiii
    Super incrível seu post
    Muito explicativo goste bastante!
    Muito bom o seu post principalmente nesse momentos
    Com tantos casos aparecendo… E ainda mais esse fator de não ter cura.. um tema complicado de abordar mais que super precisa ser tratado!
    Gostei bastante do seu post!
    🙂

  3. Unknown Diz

    Oi
    Muito importante seu post. Eu sempre vejo na tv, mas nunca entendí direito. Sempre tive algumas
    duvidas e seu.texto foi muito
    explicativo.
    Bjo

  4. Unknown Diz

    Muito interessante o post porque são assuntos que as vezes muitas mães não tem conhecimento e é bem importante saber!
    Bjs
    Tamara
    queesmalteusohoje.blogspot.com.br/

  5. Célia Lima Diz

    Oi a tv esta falando muito sobre isso desde semana passada, eu sinto nervoso somente em ler,ouvir,imagina ter que cuidar,acho que o meu coração ñ iria aguenta.
    Mas temos que esta preparadas,pois agente pensa que nunca irá acontecer com agente e de repente…
    Muito bom seu post e esclarecedor.
    Bjsss

  6. Jeane Carneiro Diz

    Estão falando bastante sobre o assunto ultimamente.
    Importante o alerta. Vi o médico explicado na tv.
    Bjão
    jeanecarneiro.com.br

  7. Minda Silva Diz

    Se todas as mulheres tivessem consciência do quão é importante fazer um pré natal e cuidar da alimentação e do consumo de certas substâncias, tantos sofrimentos poderiam ser evitados …
    Ótimo post Shairane!
    Bjos
    Minda

  8. Lucimar da Silva Moreira Diz

    Shairane maravilhoso post informativo, esse é um assunto que as vezes as mães não querem ouvir ficam com medo, mas é preciso estar informada até mesmo para evitar o pior, parabéns pelo post, beijos.

  9. Unknown Diz

    Parabéns pelo post.
    Muito esclarecedor e de grande importancia.
    Beijinhos .

  10. Unknown Diz

    Parabéns pelo post.
    Muito esclarecedor e de grande importancia.
    Beijinhos .

  11. Toda onça Diz

    Muito legal a sua parte e explicar tudinho, parabéns! Muito bem explicadinho.
    todaonca.com.br

  12. Iara Netto Diz

    Muito informativo seu post.
    Vou compartilhar com certeza. Espero que agora as pessoas vejam que a picada do mosquito não é coisa boba e cuide do seu quintal.
    besitos
    blogmeamarro.com

  13. Erica Oliveira Diz

    Adorei o post, agora que todos estão falando sobre isso é bom saber o que é. Estou acompanhando os noticiarios super assustada de como cresceu tão rápido os números.

  14. Unknown Diz

    Excelente post q vai ajudar muitas pessoas…realmente uma pena uma doença tão séria não ter cura!
    Parabéns pelo post!
    Beijinhos :*
    estiloaqualquercusto.com

  15. melaine negreli Diz

    otimo post,informação quanto mais melhor

  16. Unknown Diz

    Sempre bom informar e ajudar a outras pessoas, aqui em PE está tendo muito casos. Lamentável :/

  17. Unknown Diz

    Muito bom o post, e ainda mais agora com essa epidemia, não se fala em outra coisa aqui em Pernambuco. Sempre bom ter mais informações! Beijos

  18. Thelma Priscilla Diz

    que interessante, confesso que não sabia o que era
    mas achei muito bom saber, pois assim ficaremos atentas
    adorei seu post
    bjs

  19. Rayssa Diz

    muito interessante, já ouvi falar desse tipo de doença da dó ne?
    Mas fazer o que? temos que ficar atentos.
    beijinhos

  20. Déborah Diz

    Seu post foi muito esclarecedor.
    Gostei bastante.
    Infelizmente a única solução é ficarmos atentos porque os casos só estão aumentando.
    Ruiva Amarga

  21. Nanna Barbieri Diz

    Este assunto está sendo super comentado nos últimos dias… Infelizmente estão ocorrendo vários casos!
    O post foi muito esclarecedor!
    Beijos
    Blog|Canal

  22. Tyci Okabayashi Diz

    Muito bom falarmos sobre este assunto e divulgar sobre suas causas e mesmo para que possamos entender sobre isso. Muito difícil isto que está ocorrendo em grandes proporções. A pior parte ė a maezinha saber que não tem cura, mas as gravidinhas precisam ter cuidado principalmente em relação a este novo método de contaminação que seria por conta da dengue. Belo post bjs e sucesso.

  23. Rafael Mourão Diz

    è muito oportuno esse seu post, afinal estamos vivendo um período epidêmico dessa doença, em parte culpa das autoridades e outra nossa por não termos precavidos quanto a esse mosquito (mesmo da dengue)
    Parabéns pelo post
    Beijos
    Rafael

  24. Espaço Sempre Bella Diz

    Tenho acompanhado os casos da doença na tv e tenho me assustado com a quantidade de crianças que está nascendo com este problema. Mas seu post está excelente e super esclarecedor.. Parabéns!!

  25. JACQUE SANTOS Diz

    Parabéns pelo post muito bom pela tv dão pouca informações
    Muito triste esta doencia
    Beijokas se cuida

  26. Unknown Diz

    Muito bom seu post, sempre vejo na TV, mas não estava tão claro como agora. bjuss

  27. sadhia Diz

    gostei muito do seu post tirou todas as minha duvidas bjokas

  28. Paula Juliana Diz

    Ótima postagem!
    Esses dias eu e meu irmão fomos pesquisar sobre a microcefalia, seu post deu um show! Beijos

  29. Andrea Jesus Diz

    Realmente a TV está falando muito sobre isso.
    Eu gostei super do post não sabia muito.
    Amei beijokas

  30. Prosa Amiga Diz

    Muito bom e esclarecedor esse seu post, pode ajudar a muita gente.
    É mais uma doença muito triste, com graves sequelas e sem cura.
    Hoje estava dando na TV, que a epidemia está tão grande que os médicos estão pedindo para as mulheres evitarem engravidar no momento, para evitar riscos.
    Bjinhos,
    prosaamiga.com.br

  31. Olivia Quartieri Diz

    muito bom seu post eu nao conhecia esta doença
    na verdade não sabia que isso era uma doença
    adorei saber um pouco mais
    bjs
    clubedabelezaemaquiagem.blogspot.com.br/

  32. Unknown Diz

    Nossa muito bom .. eu tava justamente pesquisando para entender melhor! Aqui em Salvador tá um caos por conta do mosquito que transmite dengue, zica e etc. Várias campanhas pedindo para a população ter consciência a acabar com a problemática que só se agrava com o surgimento da microcefalia nas crianças que mães tiveram doente.
    aff ..é o fim do mundo!
    Bjão,
    Pri
    pareinos25.com

  33. Mamães Facilidades e Dicas Diz

    Temos que ter cuidado com essa doença,
    infelizmente teve e está ocorrendo muito fatos
    no Brasil, ótimas informações importantes
    bjs

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.